4 coisas que precisamos saber sobre o sarampo

Blog

O sarampo é uma doença grave e extremamente contagiosa. Devido ao casos recentes e a alta repercussão, resolvemos tratar mais uma vez sobre o assunto. Por isso, elencamos 4 coisas que precisamos saber sobre o sarampo:

1. Sarampo é uma doença grave. Uma em cada quatro crianças com sarampo são hospitalizadas. Uma a cada duas crianças em cada mil casos morrem;
2. Sarampo é muito contagioso: uma pessoa com sarampo pode deixar o vírus no ar e este pode ser transmitido até duas horas após a pessoa ter deixado o ambiente;
3. O sarampo pode ser eliminado do país através de vacinação (2 doses da vacina combinada com sarampo, caxumba e rubéola) com intervalo de 30 dias entre elas) a partir de 1 ano de idade até 59 anos de idade;
4. Você tem o poder de se proteger e seus familiares contra o sarampo. Vacine-se.

Mais sobre a doença

Em 2018, o Brasil e diversos países da Europa tem registrado um aumento dramático no numero de casos de sarampo. Em diversos países da região europeia, 41 mil casos de sarampo foram registrados nos primeiros 6 meses deste ano com 37 mortes.
Antes da introdução da vacina em 1963, ocorriam anualmente 2,6 milhões de mortes por sarampo no mundo. Uma em cada 10 crianças tem complicações auditivas com sequelas ao longo da vida como surdez, 1 em cada 20 adquirem pneumonia (sendo uma causa de internação e complicações), 1 em cada 1000 adoecem encefalite (inflamação cérebro) que levam convulsões e podendo deixar sequelas, e 1 a 2 pessoas em cada 1000 morrem de sarampo.
Na Europa, os países com mais casos relatados são a França, Itália, Grécia, Geórgia, Federação
Russa, Ucrânia e Sérvia. No Brasil, até agora o estado do Amazonas notifica quase 5000 suspeitos da doença e aguarda confirmação. Roraima é o segundo estado, tendo sido confirmados 1069 casos no total com 5 mortes. Casos adquiridos por viajantes foram registrados no Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Rondônia, Paraná e Pernambuco.
Dados preliminares indicam que a cobertura vacinal no Brasil de 1ª dose (administrada com 1 ano de idade) em 2017 está em torno de 85% e para 2ª dose quase 70%. Para haver interrupção da circulação do vírus numa comunidade é necessária a vacinação de 95% da população. O ministério da Saúde está realizando uma campanha para intensificar a cobertura vacinal para crianças até 5 anos, lembrando que adultos nascidos após a década de 70 e não adequadamente vacinados podem adquirir sarampo.
A vacina está disponível na rede do SUS e em clinicas privadas junto com a vacina de sarampo, caxumba e rubéola. São contraindicações a serem vacinados menores de 1 ano, gestantes e pacientes com imunossupressão por doença ou por tratamento. São considerados vacinados quem tem 2 doses com intervalo de 30 dias entre cada dose.
Cada um de nós é responsável por interromper a transmissão desta doença grave e que tem vacina eficaz e segura.

Post anterior
Vacinas e alergia à proteína do ovo: Mitos e verdades
Próximo post
A vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV) é eficaz?

Posts Relacionados

Menu