Entidades lançam manifesto sobre Sarampo e Poliomielite

Blog

As Sociedades Brasileiras de Pediatria (SBP), Imunizações (SBIm) e Infectologia (SBI), em parceria com o Rotary Internacional e com o apoio do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde do Brasil, assinaram neste último dia 26, um manifesto sobre Sarampo e Poliomielite.

O objetivo do manifesto, é alertar a população do risco real do retorno da Poliomielite no Brasil, assim como para a re-emergência do Sarampo.

História poliomielite

Em 1988, foi instituída uma iniciativa global de erradicação da pólio. Nesta época, o vírus atingia mais de 1.000 crianças no mundo todos os dias. Desde lá, mais de 2,5 bilhões de crianças foram imunizadas contra a pólio, isso graças à colaboração de mais de 200 países e de 20 milhões de voluntários, apoiados por um investimento internacional de mais de 11 bilhões de dólares.

No Brasil, o último caso de poliomielite ocorreu em 1989 e em 1994 o continente americano recebeu a certificação da erradicação a pólio. Hoje apenas três países não conseguiram eliminar definitivamente a poliomielite (Afeganistão, Paquistão e Nigéria), e a incidência global da doença foi reduzida em 99%.

Importância da vacinação

A vacinação é a única forma de prevenção e toda criança deve receber as doses da vacina. Porém, as baixas coberturas vacinais nos últimos anos podem colocar em risco todo o esforço do Programa Nacional de Imunizações.

Sarampo

Após incorporado o programa de vacinação, o Brasil foi considerado, em 2016, uma região livre da circulação do vírus do sarampo. Entretanto, o recente surto no país (iniciado em Roraima), nos mostra como nossas coberturas vacinais estão inadequadas e necessitam urgentemente de melhorias.

Como as coberturas vacinais ainda são baixas em nosso país, existe a possibilidade real da formação de bolsões de pessoas não vacinadas, permitindo assim, a reintrodução de doenças como poliomielite e sarampo.

Para que isso não aconteça, as entidades acima citadas estão unindo esforços para a manutenção do país livre dessas doenças. É fundamental que autoridades, gestores e profissionais de saúde trabalhem de forma integrada para reduzir os riscos dessa reintrodução.

O manifesto chama toda a população para participar da campanha de vacinação contra a pólio e sarampo que acontecerá em todo o país no período de 6 a 31 de agosto.

Se tiver alguma dúvida sobre o tema, entre em contato conosco. Temos uma equipe pronta para atendê-lo.

 

Post anterior
Desafios na imunização de adolescentes
Próximo post
Vacinas e alergia à proteína do ovo: Mitos e verdades

Posts Relacionados

Menu