Vacina dTpa: benefícios para as gestantes

Blog

A vacina dTpa, também conhecida como Tríplice Bacteriana Acelular, previne as doenças Difteria, Tétano e Coqueluche. Indicada principalmente para gestantes e bebês, tem em sua formulação os toxóides diftérico e tetânico (oriundos das toxinas produzidas pelas bactérias causadoras das doenças), assim como componentes da cápsula da bactéria da coqueluche, sal de alumínio como adjuvante, fenoxietanol, cloreto de sódio e água para injeção.

Assim como a vacina da gripe, a dTpa é inativada, portanto incapaz de causar qualquer uma das doenças relacionadas acima. Além dos bebês e gestantes, a vacina é recomendada para todos os adolescentes e adultos que possam ter contato com o bebê, pelo menos 15 dias antes do seu nascimento. Isso porque a Coqueluche é uma doença infecciosa grave, que afeta principalmente crianças com ainda não teve a oportunidade de completar o esquema vacinal.

Contraindicações

Assim como outras vacinas, a dTpa também possui contraindicações. Normalmente elas acontecem para pessoas que apresentam anafilaxia (reação alérgica grave e possivelmente fatal) ou sintomas neurológicos causados por algum componente da vacina ou após a administração de dose anterior.

Esquema de doses

  • Dose de reforço para crianças entre 4 e 5 anos de idade;
  • Dose de reforço na adolescência, fase adulta e terceira idade;
  • Uma dose de dTpa (seguida de duas ou três doses da dT) para crianças com mais de 7 anos, adolescentes e adultos que não tomaram ou sem registro de três doses da vacina .

Agora você já conhece os benefícios da vacina dTpa para gestantes. Entre em contato conosco, tire suas dúvidas e reserve a sua vacina!menos de 6 meses de vida.

Gestantes

Desde 2014, a dTpa foi introduzida no Calendário Nacional de Vacinação da gestante. Ela serve como um reforço ou complementação do esquema da vacina dupla adulta (difteria e tétano). É fundamental que a mulher se imunize (em todas as gestações), a partir da 20ª semana. Caso não seja vacinada durante a gravidez, deverá receber uma dose após o parto, de preferência ainda na maternidade.

Essa vacina oferece proteção indireta nos primeiros meses de vida, devido a passagem de anticorpos maternos via transplacentária, afinal nesta etapa o bebê.

 

Menu